Sua Segurança, Nosso Estilo

Dengue atinge mais de meio milhão de brasileiros em menos de 2 meses

O número é praticamente quatro vezes maior que o registrado nesse período em 2023.

O Ministério da Saúde do Brasil noticiou nesta semana que do dia 01 de janeiro até 12 de fevereiro foram confirmados 512 mil casos de contaminados pela Dengue. Dos infectados, aproximadamente 75 pessoas não resistiram às complicações provocadas pela doença e acabaram morrendo.

Em seis estados (Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Paraná, Goiás e Espírito Santo) já foi confirmado o quadro de epidemia, além de 17 municípios declararem emergência de saúde pública.

Os dados são alarmantes, e somente reforçam a importância de tomarmos as devidas providências para a prevenção da doença. Confira as informações abaixo e entenda mais sobre o caso.

POR QUE CASOS AUMENTARAM TANTO EM 2024?

O Ministério de Saúde alega que, o calor extremo que estamos enfrentando somado com as constantes chuvas, resulta no ambiente ideal para proliferação do mosquito Aedes aegypti. Esse seria o principal fator para o agravamento dos casos no início do ano.

COMO IDENTIFICAR O MOSQUITO TRANSMISSOR?

O Aedes aegypti é o mosquito transmissor não somente da Dengue, mas de outros vírus como: Zika, Chikungunya e até mesmo a Febre Amarela (em ambientes silvestres). Somente a fêmea da espécie é capaz de transmitir os vírus.

O Aedes Aegypti é menor que os mosquitos comuns, é preto com listras brancas e seu ruído é praticamente inaudível ao ser humano. Possui hábitos diurnos, por isso é importante redobrar os cuidados durante o dia!

O macho da espécie se alimenta de frutas, mas a fêmea precisa de sangue para sustentar os seus ovos, que ela sempre deposita próximo de superfícies com água limpa. Ou seja, ela transmite o vírus da Dengue para os seres humanos através da sua picada.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA DENGUE?

Os sintomas podem levar até dez dias após a picada do mosquito para aparecer! Os principais deles são: 

  • febre alta,
  • dor atrás dos olhos, 
  • manchas vermelhas pelo corpo, 
  • Náuseas e/ou vômitos,
  • dores fortes no corpo, 
  • dores de cabeça e 
  • mal estar geral.

COMO PODEMOS NOS PROTEGER DA DENGUE?

Para que a proliferação do vírus da Dengue não ocorra, o principal é não deixar água parada em nenhum local. Faça vistorias recorrentes, seja em casa ou no ambiente de trabalho, e esvazie qualquer acúmulo de água que encontrar.

Para evitar ser picado, é essencial o uso de repelente – especialmente se a pessoa mora em locais em que há epidemia, ou se irá viajar para algum lugar com maior índice de contaminação.

Se possível, evite manter a janela aberta – especialmente no período diurno, que é quando o mosquito está mais ativo. Se for necessário abrir a janela, lembre-se de passar repelente e redobre os cuidados com água parada.

O mesmo vale para quando for sair em locais com alto índice de contaminação de dia: além do repelente, o ideal é usar roupas mais longas, que cubram especialmente as regiões dos tornozelos, têmporas e punhos. Isso porque o inseto busca normalmente áreas do corpo em que nossos vasos sanguíneos estão mais perto da superfície da pele!

Por fim, se a vacina contra a Dengue já estiver disponível na sua região, tome ela o mais rápido possível! Verifique nos canais da prefeitura se há vacinas na sua região e para qual faixa etária está disponível. Se tiver condições de garantir a vacinação através da rede privada, invista nessa proteção!

Compartilhe esse Post:

Posts Relacionados

COMUNICADO

Nosso sistema passará por uma manutenção programada a partir de 20/04/2024 ás 20hrs e ficará indisponível até 21/04/2024 ás 10hrs.

Agradecemos a compreensão e qualquer dúvida ou necessidade entre em contato através do nosso canal de atendimento oficial do WhatsApp clicando no botão abaixo.